A STET vai de férias!

A STET vai de férias!

Reabrimos (por marcação) até 15 de setembro!

Until september 15th, we are opening by appointment!

321 by Roe Ethridge
Staple bound paperback
16.5 x 21cm, 64 pages
Published as a limited edition zine
MACK, 2021

Feira Gráfica adiada devido à situação epidemiológica!

A Feira Gráfica foi adiada devido à situação epidemiológica

Face ao agravamento e imprevisibilidade da situação epidemiológica no país, em especial na cidade de Lisboa – com transmissão comunitária ativa do vírus SARS-CoV-2, agora com variantes de maior transmissibilidade em circulação na região e o número de casos a aumentar exponencialmente a cada dia – as directrizes da Direção-Geral da Saúde, de ​que tomámos conhecimento esta manhã, determinam que ​a Feira Gráfica Lisboa seja adiada​ para um momento mais favorável do ponto de vista epidemiológico​,​ por uma questão de segurança pública​ e tendo em conta os surtos de grandes dimensões associados a eventos.

Depois do empenho coletivo para ultrapassar as adversidades ​deste ano e fazer a Feira Gráfica Lisboa 2021 acontecer, esta não era de todo a nossa vontade.​ Temos consciência do grande investimento e trabalho de preparação feito por parte dos ​editores ​e nesse sentido faremos todos os esforços para realizar a Feira Gráfica Lisboa durante o Outono de 2021.

Vem aí a 𝗙𝗘𝗜𝗥𝗔 𝗚𝗥𝗔́𝗙𝗜𝗖𝗔 𝗟𝗜𝗦𝗕𝗢𝗔 2021!

Vem aí a 𝗙𝗘𝗜𝗥𝗔 𝗚𝗥𝗔́𝗙𝗜𝗖𝗔 𝗟𝗜𝗦𝗕𝗢𝗔 2021!
A Feira Gráfica está de volta com a sua 4ª edição, a acontecer nos dias 10 e 11 de Julho, no jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, entre as 10h00 e as 19h00.
No contexto de re-abertura da cidade, este ano a Feira irá realizar-se ao ar livre e regressa ao seu formato inicial de mercado de edições, com novos curadores e a presença de um maior número de artistas, editoras e coletivos, contando com cerca de 100 bancas de participantes.
A selecção dos participantes contempla ainda um Open Call, criando assim um evento mais diverso, inclusivo e agregador da diversidade de temáticas, de modos de produção/impressão e de géneros editoriais, mas também sensível à escuta, à diferença e à partilha de diferentes backgrounds e visões sobre o mundo.
Para além da venda de publicações, a Feira contará com um programa de lançamentos online e oficinas para o público infanto-juvenil a anunciar em breve.
Curadoria de Emanuel Cameira (Barco Bêbado), Gonçalo Duarte, Cecil Silveira (Gato da Bota e ex-Sapata Press) e Filipa Valladares (STET livros & fotografias)
Design gráfico de Isabel Lucena e Claudia Lancaster

Crise – Casa – Bilioteca | Uma partilha entre a STET e a ETC no Atelier de Lisboa

Crise – Casa – Bilioteca
Uma partilha entre a STET e a ETC no Atelier de Lisboa

Sábado – 8 de Maio
Sessões – 16>00h e 17>30h
Atelier de Lisboa – Rua João Saraiva, 28A – 2º andar (Alvalade)

A STET está temporariamente no Atelier de Lisboa e para inaugurar esta estadia convida a ETC para apresentar o seu trabalho cruzando os nossos livros de fotografia e os projetos deste atelier de investigação e desenvolvimento de ações em situações de crise.
ETC projects são Simon DEPREZ e Eléonore LABATTUT, vivem em Lisboa desde 2014 e são visitantes habituais da STET.

O número de entradas é limitado a 20 pessoas em cada horário – Início às 16>00h e 17>30h
É obrigatório o uso de máscara, as janelas estarão sempre abertas e as pessoas estarão divididas entre várias salas.

Mais informação sobre o evento aqui

Building by João Leonardo

Building
João Leonardo
Fotografias e contracapa de Ana Jotta
Projeto Gráfico de Joana Sobral / vivóeusebio
Impressão offset D de 4 cores em papel Munken Lynx 80g, capa mole, 352 páginas
170 x 105 mm
Tiragem de 10 exemplares
Edição de autor (com o apoio do MAAT), 2020
ISBN: 978-989-33-1004-5

— | — | —

BUILDING de João Leonardo é um livro de artista idealizado pelo autor que contém trezentas e cinquenta e duas fotografias de um edifício abandonado. As fotografias foram tiradas e publicadas originalmente pela artista Ana Jotta na sua conta pessoal / pública no instagram, desde 2017, ao longo de 3 anos.

Retiradas do seu criador original e da sua plataforma digital, as fotografias apropriadas são apresentadas em formato físico, como um objeto a ser tocado e preservado, criando uma nova narrativa e levantando questões em torno de autoria, tempo, repetição, memória, obsessão, vício e mortalidade.

Desenhado por Joana Sobral com o colectivo lisboeta de design gráfico vivoeusebio em estreita colaboração com o artista, o livro foi editado pelo Museu MAAT no âmbito da exposição Um Oásis ao Pôr-do-Sol, com curadoria de Ines Grosso e Rosa Lleo.

Esta edição limitada é acompanhada por uma impressão fotográfica (única em cada livro), assinada e datada pelo artista, que retrata o mesmo edifício fotografado  através do telemóvel do autor.