STET | ARCOLisboa 2017 | 18 a 21 Maio | Cordoaria Nacional

Esta semana a STET – livros & fotografias vai estar no
ARCOLisboa | 18 – 21 Maio | Cordoaria Nacional

ARCOLisboa 2017
As Tables Are Shelves | Opening
Cordoaria Nacional | Avenida da Índia | 1300-342 Lisboa

Horários:
Dia 18-20 | 12.00 a 20.00h
Dia 21 | 12.00 a 18.00h

Eventos STET  durante a feira:
https://www.facebook.com/events/296137994159419/

6ª feira | 19 Maio | 19.00h 
Lançamento T-shirt Girlschool
Alice Geirinhas + Susana Mendes Silva / STET
 
Sábado | 20 Maio | 16.30h
Tatiana Macedo | Orientalism and Reverse
Book signing + Special Artist Edition | GHOST editions + STET
Domingo | 21 Maio | 15.00 h | STET
Apresentação edição especial | ZONA de Fabio Cunha
PHREE + Kursala + Photographic Social Vision

Mais info aqui: http://www.ifema.es/arcolisboapr_01/

 

Lançamento | SOB CADA ERVA (2ª Edição) de Rui Dias Monteiro | STET | 5 Maio

Lançamento | SOB CADA ERVA (2ª Edição) de Rui Dias Monteiro | STET
6ª feira | 5 Maio |  18.30h / 21.00h
Às 19.30h há leitura de poemas dos livros SOB CADA ERVA e FAZER FOGO À NOITE (não edições)

STET – livros e fotografias | Rua do Norte, 14 -1º andar (ao Camões)

2+2 Lançamentos e 1 Re-edição de Xavier Almeida | STET | 28 Abril

2+2 Lançamentos e 1 Re-edição de Xavier Almeida com a STET

Lançamentos: O Deus Livro e Transparent book
Um Livro Dentro D’Outro está a ser re-editado em português, e lançado em inglês e espanhol (uma parceria STET Livros & Fotografias & Kitschic Ediciones)

6ª feira | 28 Abril | 18.30h / 20.30h
STET – livros e fotografias | Rua do Norte, 14 -1º andar (ao Camões)

https://www.facebook.com/events/1662763583764136/?active_tab=about

 

STET | Libros Mutantes 2017 | 21 a 23 de Abril

A STET participa nos Libros Mutantes 2017
21 a 23 de Abril
La Casa Encendida  | Ronda de Valencia 2 | 28012 Madrid

 

mais info: http://librosmutantes.com/downloads/full_programme_LM17.pdf

Syllabario Nacional – Novo methodo para aprender a ler…(excertos da 1ª edição de 1883)

Syllabario Nacional – Novo methodo para aprender a ler
imitado e composto por Antonio de Araujo Ferreira Jacobina
(excertos da 1ª edição de 1883)
Patricia Telles (org. e posfácio)
Design Vivóeusébio
12,5 x 17,5 cm | 86 pp
STET – livros e fotografias, 2016

 

Workshop: A book on books | STET / Uncanny Editions / Illustration School EU

Workshop: A book on books
Coordenado por Karen Lacroix e Filipa Valladares
Organizado em colaboração: STET Livros & Fotografias / Uncanny Editions e Illustration School EU
1 e 2 de Abril | Sábado e Domingo | 10.00 – 13.00h / 14.30 – 18.00h
STET | Rua do Norte, 14 -1º andar | Chiado / Lisboa
mais informaçao: https://www.facebook.com/events/428742560806738/

Lançamento | Armand & Béatrice – Sanatorium Historique Lac-Édouard | Karen Lacroix | STET | 31 Março

Lançamento | Armand & Béatrice – Sanatorium Historique Lac-Édouard | Karen Lacroix
Apresentação do livro e filme por Karen Lacroix
6ª feira | 31 Março | 18.30 / 20.30h
STET – Livros e fotografias | Rua do Norte, 14-1ºandar | ao Camões

Armand & Béatrice – Sanatorium Historique Lac-Édouard
Karen Lacroix
Impressão em Riso
Capa forrada a tecido com impressão gravada
Tiragem de 100 exemplares
DVD com filme Armand & Beatrice (15’33”)
Edição de autor, 2016

Este projeto visa fornecer uma variedade de perspectivas que refletem as muitas dimensões do Lac Édouard, nomeadamente histórica, ambiental e agrícola através do Sanatório. Tendo como foco particular a proteção dos habitats da ave Chimney Swift, usa-se  um livro desenvolvido como dispositivo para conectar  várias curtas-metragens.
Cada uma delas oferece uma história fragmentada, narrada por pessoas que viveram e testemunharam a história do Lac Édouard e do Sanatório. Esta série não é cronológica nem dividida por temas, é uma jornada de significados sobrepostos –  facto, ficção e história. Passado, presente e sinais de esperança para o futuro da Chimney Swift , juntos no contexto do trabalho que está a ser feito para manter e restaurar a integridade deste local mágico no norte de Quebec.

Cimitero di S. Cataldo by Fotografia de Nuno Cera | Pierrot le fou

Cimitero di S. Cataldo
Fotografia de Nuno Cera
Texto de André Tavares
Portuguese/English edition
32 paginas | 23 x 16 cm
300 exemplares
Pierrot le fou, 2017

«Na Primavera de 2009, eu e o fotógrafo Nuno Cera visitámos o Cemitério de San Cataldo, onde ele tirou uma série de fotografias da obra prima, inacabada, de Rossi. O cemitério estava, como é habitual, vazio e silencioso. Nuno tomou o seu tempo para escolher os melhores enquadramentos. Esperou, e depois começou a disparar. A sua postura ensinou-me algumas coisas mais acerca do lugar. San Cataldo está repleto de memórias dos que já partiram e aí estão enterrados. É, em simultâneo, duro e belo, tal como a própria vida. Nas palavras do arquitecto: para lá das exigências municipais, das práticas burocráticas, do rosto do órfão, do remorso das relações privadas, da ternura e da indiferença, este projecto para um cemitério condiz com a imagem do cemitério que cada um de nós possui. A banalidade do conjunto oscila entre o horror do anonimato e a magia do prosaico. Enquanto olhamos através das janelas que alternam sem cessar, entre os túmulos, a vida continua.»
Diogo Seixas Lopes, “The Evil Twin”, in Uncube Magazine, 11.2015

 

Objecto Objecto Objecto by Fernando Marante

Objecto Objecto Objecto
Fernando Marante
21x15cm | 68 páginas
Impressão Jacto de Tinta s/ papeis variados
50 exemplares, numerados e assinados
Edição de autor, 2016
 “O livro, Objecto Objecto Objecto, de Fernando Marante, é uma edição de autor limitada, que se reflecte a si próprio, enquanto objecto de uma experiência singular de desdobramento e multiplicação de sentidos. A lógica presente nesta obra centra-se na auto-referencialidade de um livro-objecto que se auto-representa, como sujeito activo de uma reinvenção infinita que se materializa folha a folha. As imagens que o compõem vêm do trabalho Heterotipias, realizado pelo artista, e por ele recompostas e retrabalhadas, para se desenvolverem num todo deshierarquizado, que se objectiva ou subjectiva, à medida de cada olhar. Cada olhar pode então percorrer este invulgar objecto-livro, ou livro-objecto, à sua vontade e direcção, como uma descoberta incessante e altamente lúdica”.
Excerto de texto de Carlota Gonçalves